inglês

Como aprender inglês sozinho? – Confira 4 dicas essenciais!

Como aprender inglês sozinho? Quais são as dicas que podemos considerar como essenciais para um iniciante que não quer gastar muito, podendo aprender a língua de forma autodidata?

Apesar de ser algo complicado de se imaginar, é sim possível arranhar a língua aprendendo a mesma sem ajuda. Leia com a gente e veja 4 dicas de como aprender inglês sozinho, vamos lá!

1. Prioridade de pronúncia

Uma das principais dificuldades para aprender inglês está ligada à falta de aquisição dos sons corretos, que caracterizam a pronúncia das palavras.

Essa situação acaba sendo muito limitadora. Na verdade, mesmo quando tudo parece estar indo bem, graças à memorização de um bom número de palavras básicas do inglês, quando tentamos falar com um falante nativo, muitas vezes acontece de descobrirmos que é quase impossível entender o que ele está falando.

O motivo é muito simples: o falante nativo fala com uma pronúncia correta, enquanto o iniciante não. Isso depende do fato de que durante a memorização das palavras, a pronúncia correta não foi associada.

Esta situação determina a tendência de projetar os sons da nossa língua para a inglesa. Aqui está o erro fundamental, na raiz do grande número de falhas, para quem quer saber como aprender inglês sozinho.

Na verdade, não será possível a comunicação oral, pois a pronúncia do iniciante e do falante nativo são muito diferentes, e mesmo a “codificação” de mensagens simples é muito exigente. Quase parece falar duas línguas diferentes.

Essa diferença de pronúncia, por um lado, impossibilita a compreensão da mensagem dos falantes nativos e, por outro, o expõe a uma situação desagradável: o inglês falado parece muito distante dos padrões de valorização dos falantes nativos.

O que acabamos de descrever depende exclusivamente de um método incorreto de estudo. Para aprender corretamente, é necessário identificar cuidadosamente a pronúncia de cada palavra que está sendo memorizada.

Podemos conseguir isso facilmente ouvindo a pronúncia correta dos termos, consultando os excelentes dicionários online que fornecem a pronúncia norte-americana e inglesa (Inglaterra) correta para cada palavra.

2. Pratique o idioma com um parceiro

Como aprender inglês sozinho? Busque ajuda de um parceiro de estudos. Para aproveitar ao máximo o aprendizado de inglês, encontrar um parceiro com quem praticar pode ajudar os dois a sempre dar um passo adiante, enquanto mantém a motivação para aprender alta.

Neste caso, não é necessário que o nosso parceiro seja um falante nativo ou, em qualquer caso, alguém que domine o inglês a um nível superior ao nosso. Longe disso, uma pessoa que simplesmente deseja compartilhar esse aprendizado conosco já é o suficiente.

É precisamente um companheiro de viagem com quem podemos compartilhar dificuldades e satisfações, ideias e experiências, capazes de nos enriquecer, não só do ponto de vista linguístico, mas também do ponto de vista humano.

Sem dúvida, num contexto deste tipo, é facilmente gerada certa “rivalidade”, capaz de nos fazer interagir de forma eficaz com a língua inglesa, dando-nos aquele “empurrão extra”, útil para ultrapassar quaisquer “obstáculos”, no processo de aprendizagem.

É claro que não devemos ficar tristes se nosso parceiro se mostrar superior a nós: não estamos competindo, mas queremos nos colocar nas melhores condições para dar o nosso melhor.

O objetivo não é ser o melhor da dupla, mas saber como aprender inglês sozinho, e ter uma pessoa com quem conversar, é certamente uma das melhores formas de atingir esse objetivo, otimizando tempo, energia e resultados.

3. Observe e ouça falantes de inglês

A nossa terceira e última dica de como aprender inglês sozinho está relacionado com a observação. Cada idioma é caracterizado por uma maneira diferente de usar os lábios, a garganta e a língua. Na verdade, a pronúncia depende da interação física desses elementos responsáveis pela criação dos sons fonéticos.

Para melhorar nossa harmonia com a língua inglesa, adquirindo excelente pronúncia, é útil observar e ouvir atentamente os falantes nativos, tentando imitá-los. A princípio, isso pode parecer estranho e difícil, mas com a prática se tornará um automatismo que nem perceberemos mais.

Caso não seja possível interagir diretamente com falantes nativos, podemos assistir a filmes ou programas de televisão em inglês. Será imprescindível que sejam legendados para melhor compreender as frases faladas e o seu significado.

Seja qual for à modalidade preferida, você sempre terá que ouvir com a maior atenção, não só para dominar os sons fonéticos corretos, mas para adquirir uma sensação de familiaridade capaz de colocá-lo cada vez mais à vontade durante a jornada formativa.

4. Pratique sem medo de cometer erros

Como aprender inglês sozinho de forma eficaz? Volte à infância e se divirta sem medo de cometer erros. Sempre se pensou que as crianças possuem maiores habilidades de aprendizagem do que os adultos, principalmente nas áreas linguística e musical.

Certamente, no que se refere ao aprendizado de línguas, um adulto pode redescobrir a eficácia que possuía quando criança, graças ao uso das melhores estratégias e técnicas de aprendizagem, adotando algumas atitudes características de nossa infância. Em particular, é a falta de constrangimento, o desejo de brincar com a linguagem e a disposição para cometer erros.

Ao aprender uma língua estrangeira, “aprende-se errado”. No caso dos adultos, o cansaço e a dificuldade de aprendizagem, aliados aos erros cometidos, constituem uma barreira psicológica que se torna cada vez mais difícil de ultrapassar com o passar do tempo.

Um adulto manifesta sua forma de pensar por meio de expressões como “Não sou capaz de fazer isso” ou, pior ainda, “Nunca vou aprender”, em vez de se colocar em uma condição realista e proativa, dizendo “Ainda não aprendi”.

Além disso, para o adulto, a avaliação do que foi aprendido muitas vezes é insatisfatória, pois os objetivos perseguidos não estão amparados em estratégias de aprendizagem capazes de fazer a diferença.

Essa situação costuma causar graves repercussões psicológicas em termos de autoestima. A falta de um método de aprendizagem adequado, aliada a essas considerações, está na raiz do alto índice de reprovação relacionado à aquisição da língua inglesa.

Ser criança novamente na forma de pensar é se colocar nas melhores condições para aprender a língua inglesa, evitando o perfeccionismo, compreendendo e aceitando o fato de que não saber tudo é a chave para progredir, libertar-se do medo do fracasso e obter resultados gratificantes. Essas são as nossas dicas essenciais que vão lhe ajudar a como aprender inglês sozinho. Até a próxima!

Saiba mais:

Leia também:

Namata
Namata

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias Recentes

COMPARTILHE

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

JUNTE-SE A MILHARES DE PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Leia Mais

Artigos Relacionados

JUNTE-SE A MILHARES DE PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!